Modelos Tridimensionais da Artis Auxiliam no Planejamento Cirúrgico de Separação de Gêmeas Siamesas Unidas pela Cabeça

A tecnologia de prototipagem rápida da Artis tecnologia que permitiu a confecção de modelos tridimensionais baseados nos exames tomográficos e de ressonância magnética, auxiliou a equipe cirúrgica do neurocirurgião Dr. Benicio Oton de Lima no planejamento da cirurgia de alta complexidade para separação das gêmeas siamesas unidas pela cabeça.

29/4/2019

O Caso das Gêmeas Siamesas Unidas pela Cabeça

Irmãs gêmeas que nasceram unidas pela cabeça em junho do ano passado foram submetidas a um procedimento cirúrgico para separação no dia 27/04/2019.

O caso foi acompanhado pelo neurocirurgião Dr. Benício Oton de Lima e uma equipe multidisciplinar desde antes do nascimento das crianças. A cirurgia que ocorreu no Hospital da Criança de Brasília José Alencar vinha sendo preparada a mais de um ano e contou com o auxilio de modelos tridimensionais produzidos pela Artis Tecnologia que reproduziram a anatomia óssea e cerebral das crianças permitindo assim um estudo minucioso da abordagem cirúrgica para viabilizar a separação das irmãs.

A equipe que abordou o caso era composta por neurocirurgiões pediátricos, cirurgiões vasculares, cirurgiões plásticos, obstetras, anestesistas, enfermeiros, entre outros profissionais que se dedicaram dentro e fora do centro cirúrgico para oferecer a melhor técnica, tecnologia e infraestrutura necessárias em um caso de tamanha complexidade.

A Tecnologia que Permite a Criação de Modelos Tridimensionais

Desde o início do planejamento do caso, a empresa Artis Tecnologia se colocou à disposição, fornecendo gratuitamente os protótipos para auxiliar no planejamento. Foram confeccionados modelos tridimensionais baseados nos exames tomográficos e de ressonância magnética das crianças. Esses modelos, confeccionados com a mais alta tecnologia de prototipagem rápida, foram elaborados para representar as estruturas anatômicas essenciais ao planejamento cirúrgico, tais como o crânio, a pele e o cérebro das irmãs.

O Planejamento Cirúrgico da Separação

Vários modelos tridimensionais foram utilizados durante todo o período de planejamento cirúrgico. Foram feitas 3 séries de protótipos que representavam a anatomia das crianças com 7 dias de vida, 8 meses e 11 meses de vida.

  • O primeiro modelo 3D realizado representava a relação óssea e cerebral das irmãs. Ele foi utilizado na avaliação inicial que determinou a viabilidade da cirurgia neste caso específico.
  • O segundo modelo, feito em janeiro de 2019, auxiliou no planejamento da abordagem cirúrgica que iria instalar os balões de expansão da pele para que houvesse tecido suficiente disponível para o fechamento do leito cirúrgico após a separação.
  • O terceiro modelo representava a condição de pele das crianças imediatamente antes do ato cirúrgico, com todo o ganho de tecido gerado pelos balões de expansão, sendo utilizado principalmente pela equipe de cirurgiões plásticos que seria responsável por utilizar a pele disponível para o fechamento do leito cirúrgico.
  • O quarto modelo disponibilizado, representava a condição óssea do crânio das irmãs imediatamente antes do ato cirúrgico, servindo para o exercício das osteotomias que seriam realizadas em campo.
Equipe cirúrgica discutindo o planejamento com o auxílio dos modelos tridimensionais.
Modelo virtual dos cérebros das irmãs gêmeas gerado a partir do exame de ressonância magnética.

Outras Matérias na Mídia Sobre este Caso

Vídeo

Fotos